Acerca da Quinta

A Quinta Vale do Homem de origem secular era uma antiga quinta de lavoura, constituída pela Casa-Mãe, a residência principal, pela Casa da Eira, e por vários campos onde eram cultivados cereais como o milho e o centeio e com uma grande extensão de vinha. A Quinta foi remodelada, abrindo ao público como Quinta de Turismo Rural em Junho de 2003. Os restauros foram cuidadosamente efetuados de modo a proporcionar o conforto da atualidade e todas as áreas foram decoradas com as alfaias da quinta mantendo a traça. O nome da quinta deve-se à sua localização no Vale do rio Homem.

A tradição pode ser encontrada em todos os locais da QVH, pois recuperou-se todas as ferramentas agrícolas da quinta. Ao chegarem à QVH, os clientes são acompanhados numa visita onde são explicadas as diversas alfaias (carros de bois, semeador, grade, sulfatador, ...). Mostram-se os lagares ainda intactos assim como os pipos e o alambique e descreve-se a feitura do vinho. Diz a tradição que as uvas eram pisadas por homens descalços e calças arregaçadas até aos joelhos formando um cordão em toda a largura do lagar. Dentro da casa encontram-se devidamente identificados alguns utensílios tradicionais tais como rasas, cântaros, regadores, foices, serras, máquina de costura e malho, em português e em inglês.

Na Casa-Mãe encontra-se a receção, aberta das 8h às 23h, a sala de estar comum, quartos equipados com casa de banho privativa, ar condicionado, mini-bar, televisão LCD com mais de 60 canais, a sala dos pequenos-almoços e ainda a sala de jogos com um bilhar, uma mesa de jogos (damas, xadrez, cartas, dominó, entre outros).

A Casa da Eira tem quartos standard e quartos especiais e ainda a Cozinha da Eira que se encontra completamente equipada com loiças, talheres, panelas, micro-ondas, frigorífico, fogão, máquina de lavar loiça e TV.

Em julho de 2012, foram inauguradas 3 Casas de Campo num espaço apenso à QVH e por um salão de jogos reservado aos utilizadores dessas casas.

Relativamente a tipologia das casas, a Casa da Sequeira, é do tipo T2, com dois pisos e possui uma vista privilegiada sobre os jardins, enquanto a Casa do Malhadouro é uma residência térrea do tipo T1. A terceira casa, mais recatada é a Casa das Alfaias, uma vivenda térrea do tipo T2.

Estas Casas de Campo dispõem de todas as condições de conforto (ar condicionado, lareira com recuperador de calor, televisões LCD) sem perder a traça rústica que caracteriza a QVH.